Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Estácio de Sá, pós graduado em Clínica Médica e Cirúrgica de Animais Selvagens pelo Instituto Qualittas, Residente no centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS) da Universidade Estácio de Sá, pós graduado em Anestesiologia Veterinária – PAV, membro da Associação Brasileira de Veterinário de Animais Selvagens (ABRAVAS), membro da Sociedade Brasileira de Etologia (SBET), membro da Associação Brasileira de Falcoeiros e Preservação de Aves de Rapina (ABFPAR) e membro da Associação Médico Veterinária Brasileira de Bem-Estar Animal (AMVEBBEA), na Prosilvestres é responsável pelo setor de anestesiologia e coordenador do departamento de pesquisa e terapia comportamental.

RESUMO DAS PALESTRAS

Palestra 1 – Anestesia e analgesia em répteis

Por muito tempo a analgesia nessa classe de animais vem sendo negligenciada, pouco utilizada, muitas vezes por não ter uma interpretação clara de dor nesses animais. Nos últimos anos, inúmeros artigos e pesquisas foram escritos na busca de poder prover as melhores formas de analgesia e anestesia para estes animais. A Anestesia também é um desafio ao estudarmos esses animais, uma diversidade de espécies, diferentes anatomias, fisiologias o que torna ainda mais complicado o estudo da anestesia.

Essa palestra tem como objetivo elucidar técnicas e protocolos de analgesia em répteis, assim como os conceitos de anestesia, como principais fármacos e formas de monitoração.

Palestra 2 – Sedação e anestesia em mamíferos exóticos

Cada vez mais a incidência de animais silvestres na rotina clínica de nós veterinários aumenta, independentemente de ser especializado nessa área ou não. Muitas vezes se torna de caráter indispensável fazer um primeiro atendimento, para promover uma analgesia ou primeiros cuidados e estes algumas vezes dependem de sedação para realização da maneira mais adequada. Sendo assim, essa palestra tem como foco, elucidar as particularidades anestésicas em mamíferos exóticos, fármacos utilizados, mecanismos para controle da dor e principais formas de sedação.


Voltar