Maria Cristina Nobre e Castro

Professora Associada do Departamento de Patologia e Clínica Veterinária da UFF desde 1991, possui Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense; especialização em Residência em Clínica Médica de Pequenos Animais pela Universidade Estadual Paulista-Botucatu, mestrado em Patologia Veterinária- área de Clínica Médica- pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e doutorado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense. Docente nas Disciplinas de Clínica Médica de Cães e Gatos, Tópicos em Clínica Médica de Felinos Domésticos e Prática em Clínica Médica de Cães e Gatos do Curso de graduação e nas Disciplinas Tópicos em Clínica Médica de Cães e Gatos e Tópicos em Uroefrologia de Cães e Gatos, do Programa de Pós- Graduação em Medicina Veterinaria/UFF. Membro titular do Colegiado de Curso de Graduação em Medicina Veterinária, Membro titular do Colegiado de Curso da Pós-graduação Lato sensu em Residência em Medicina Veterinária da UFF. Presidente da Comissão de Estágio Supervisionado de Graduação em Medicina Veterinária/UFF. Coordenadora do Projeto de Extensão Grupo de Estudo em Medicina Felina (GEFel-UFF) e do Projeto de Extensão Grupo de Estudo em Nefrourologia Veterinária (GEnefroVetUFF). Vice-Coordenadora do Projeto de Extensão Atendimento Clínico de Cães e Gatos do HUVET-UFF. Membro fundador da ABFel (Academia Brasileira de Clínico de Felinos) e do CBNUV (Colégio Brasileiro de Nefrologia e Urologia Veterinárias). Tem experiência na área de Medicina Interna de Cães e Gatos, com enfâse em: Doenças Renais, Doenças do trato urinário inferior, Doenças Cardiovasculares, Doenças do Sistema Digestório.

RESUMO DA PALESTRA

Palestra 1- Infecções do trato urinário:  o tratamento está correto?

A disúria e hematúria em cães e gatos são motivos frequentes de consultas na rotina de Clínica Médica de Cães e Gatos. As Infecções bacterianas do Trato Urinário (ITU) devem ser consideradas nesses casos, porém não são as únicas e devem ser diagnosticadas com critério.  O uso precipitado de antibióticos pelos Médicos Veterinários e demais profissionais da área da saúde é um problema de Saúde Pública. O desenvolvimento da resistência bacteriana prejudica tanto nossos pacientes quanto a própria população humana, visto que muitas vezes a cepa infectante e a terapêutica utilizada pode ser a mesma em ambas as espécies. O objetivo dessa conversa clínica é alertar sobre a forma correta e atualizada de diagnosticar e tratar as ITUs em cães e gatos.