Possui graduação em Clínica Cirúrgica Veterinária pela Universidade de São Paulo (1987), mestrado em Clínica Veterinária pela Universidade de São Paulo (1993) e doutorado em Clínica Veterinária pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é professor doutor da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica de felinos, atuando principalmente nos seguintes temas: retroviroses, doenças do trato urinário inferior dos felinos.

 

RESUMO DAS PALESTRAS

DIARREIA CRÔNICA EM GATOS – UM DESAFIO DIAGNÓSTICO PARA O CLÍNICO

As causas de diarreia crônica em gatos podem ser múltiplas e de difícil diagnóstico. Recomenda-se uma estratégia de condutas, as quais esses pacientes deverão ser submetidos, na tentativa de definição do diagnóstico e estabelecimento de condutas terapêuticas direcionadas e adequadas para controle ou resolução do problema.

O objetivo dessa aula é orientar o clínico na condução clínica desses pacientes e detalhar as principais causas de diarreia crônica em gatos.

PREDISPOSIÇÃO DE DOENÇAS ASSOCIADAS ÀS RAÇAS DE GATOS

O número de gatos vem aumentando significativamente nos consultórios e clínicas veterinárias, projeções indicam que nos próximos dez anos o número de gatos tenha superado o de cães no Brasil, seguindo uma tendência mundial. Paralelamente, o número de criadores de gatos de raça também tem aumentado.

O objetivo dessa aula é mostras as doenças mais frequentes nas três raças mais comuns no atendimento clínico de gatos no Brasil: Persas e raças correlatas – Himalaios e Exóticos, Maine Coon e Siameses.

DOENÇAS QUE INTERFEREM NO TRATAMENTO E GRAVIDADE DA DOENÇA RENAL CRÔNICA EM GATOS

A doença renal crônica pode acometer até 60% dos pacientes felinos idosos. O hipertireoidismo é outra enfermidade comum em gatos nessa faixa etária, sendo considerada na atualidade a endocrinopatia mais ocorrente em gatos, no entanto, no Brasil, o hipertireoidismo felino ainda é pouco diagnosticado pelos clínicos.

O objetivo dessa aula é mostrar a relação entre hipertireoidismo e doença renal crônica e como a situação de hipermetabolismo – associada ao hipertireoidismo, pode prejudicar a função renal. Outro foco a ser abordado é a situação oposta – hipotireoidismo – comum em gatos pós-tratamento do hipertireoidismo e suas consequências a função renal do felino.


Voltar